É preciso uma aldeia inteira para criar uma criança!

Há um velho ditado que diz: “É preciso uma aldeia inteira para criar uma criança!” e é bem verdade, pois essa tem sido a nossa experiência desde que a Clara nasceu! Olhando para trás e vendo o que fizemos nos últimos 4 anos, desde que o Miguel nasceu e nos mudamos para Esculca, fico impressionado com tudo aquilo que conseguimos realizar. A construção da casa, a criação do nosso projeto, a participação na criação do jardim de infância Caracol ao Sol, os trabalhos na horta, pomar e floresta, os cursos online e todos os trabalhos que garantem o nosso sustento, tudo isto foi atingido com muito esforço e alguns sacrifícios, mas sempre com uma vontade muito grande de evoluir, a todos os níveis. Mas essa evolução e progresso não aconteceu apenas “fora” de nós, temos também crescido “internamente” enquanto seres humanos, pais, filhos e amigos.

Com o nascimento da Clara, percebi de uma forma bem real que o nosso corpo também tem limites e que às vezes o mais importante é mesmo descansar, saborear o momento e estar lá a 100% para os nossos filhos. Foi por tudo isto que no ano passado quase não demos sinais de vida no site e no FB, pois quase não tivemos mãos a medir com tudo o que era preciso responder aqui em casa.


Mesmo assim, tivemos um Verão e Outono bem activos, no qual recebemos 3 famílias desde Julho a Outubro, por 3 semanas, 15 dias e um mês, respectivamente. Todas levaram daqui experiências enriquecedoras e deixaram-nos também a nós mais seguros de que o projeto que continuamos a desenvolver tem valor e que consegue responder à procura de algumas famílias. Aqui podem ler os testemunhos de uma dessas famílias, que sentimos fazem já parte da nossa própria família.

Entretanto, no Outono o Adam resolveu procurar uma nova casa e saiu da nossa comunidade. Estamos gratos pelo tempo que vivemos juntos, por tudo o que partilhamos e aprendemos e pelo seu contributo, que nos permitiu reunir melhores condições para nós e para quem nos visita e fica connosco.

No início de Novembro, recebemos a Lotte e o Floris (que já nos tinham visitado por 2 vezes) e a Isa (a sua filha apenas 1 mês mais nova que a Clara), e que vão viver connosco pelo menos por um período de 1 ano. Em breve iremos publicar um texto sobre a sua vinda.

A terminar o ano, mesmo antes do Natal, eu fiz um retiro solitário de meditação e silêncio por 1 mês, e mais recentemente a Teresa fez também um por 10 dias! Pode parecer estranho colocarmos uma pausa na “nossa vida”, mas acreditem que vale a pena parar, respirar fundo e refletir sobre quem realmente somos e porque estamos aqui, de forma a nos reencontrarmos e re-alinharmos o nosso caminho…

Por agora é tudo, mas prometemos em breve estar mais ativos no blog e refrescar todo o site, para saberem mais sobre nós e sobre o que estamos a fazer e o que pretendemos para o futuro.

Abraço amigo e até já,

Ricardo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *