5 dias de cumplicidade entre Pai e Filha!

Quando há 2 anos vieste a este Mundo encheste o meu coração de Amor! Ou melhor, com a tua Presença rompeste com as suas amarras e ajudaste a que o Amor que está sempre presente pudesse fluir livremente, outra vez… Já tinha ouvido falar muitas vezes da relação especial entre Pai e Filha, mas só quando o vivemos na pele é que compreendemos a sua veracidade.

Quando há 6 anos o teu irmão Miguel começou a crescer na barriga da tua Mãe, uma parte de mim pensou que a “minha vida” estava perdida. Lá se ia a minha liberdade e a minha aspiração de encontrar um sentido nesta vida! Mas estava tão enganado… O que ainda não sabia na altura era que a vossa vinda serviria para intensificar o “meu” despertar para a Vida! Por isso estou muito grato por vocês os dois nos terem escolhido. E hoje percebo melhor e sinto que para além do que aparentemente nos “separa”, e faz de mim Pai e de vocês Filhos, eu Sou o Mesmo que Vocês! O que olha através dos meus olhos é o mesmo que o que olha através dos vossos olhos, e quando estou consciente disso fico completamente deslumbrado pelo maravilhoso processo que é a Vida…

Esta semana estou a fazer algo contigo que também já fiz com o teu irmão, há 3 anos atrás. Passarmos 5 dias e 5 noites sozinhos, sem a tua Mãe, para que deixes de mamar e ela possa recuperar do cansaço e das privações a que tem estado sujeita, desde que foi Mãe do teu irmão. Acho que eu não estaria tão relaxado se não tivesse vivido já essa experiência com o Miguel, mas a verdade é que sinto hoje uma confiança de que tudo é possível. E quase todos os dias dou imenso valor a tantas mães e pais que sozinhos cuidam das suas crianças. Se já é um desafio enorme fazê-lo a dois, apenas posso imaginar como seria sozinho, e esta semana dá-me um cheirinho dessa realidade.

Adoro a forma espontânea como sorris e como isso me desarma! Adoro o teu olhar maroto! Adoro aquele espaço que tens entre os dentes incisivos e como isso te faz parecer ainda mais malandra! Adoro quando fazes ioga comigo! Adoro sentir o teu abraço e a tua cabeça no meu ombro! Adoro como pedes beijinhos quando te magoas! Adoro sentir a tua pele! Adoro perder-me nos teus olhos! Adoro os carrapitos do teu cabelo, e como desajeitadamente os tiras da frente dos olhos! Adoro como brincas sozinha e te aventuras na natureza! Adoro adormecer-te nos meus braços, no meu peito ou nas minhas costas! Abençoada Manduca que nos permite a nós pais continuar a fazer coisas quando temos filhos pequenos, mesmo quando eles estão a dormir 🙂

Adoro conduzir contigo ao meu lado! Adoro o facto de entenderes tudo, apesar de ainda não falares quase nada! Adoro como adoras o teu irmão, e como ele te adora a ti! Adoro como dizes Papá! Adoro ver-te a correr, ou a espreitares por baixo das tuas próprias pernas! Adoro quando dizes Pum! Adoro como brincas às escondidas! Adoro quando ouves um ruído, pões o dedo à beira da orelha e dizes: Mamã! Adoro quando pedes para te fazer mais cócegas, mesmo quando parece que já é demais! Adoro a paciência que tens comigo, e como rapidamente me mostras que eu já passei dos limites! Adoro sentir tanto Amor por ti e crescer contigo a cada dia! Adoro-te meu Amor e quero ser um melhor Pai a cada dia…

Agora vou dormir que já é tarde, tu estás sozinha na cama e não sabemos como vai ser a nossa noite…

Bons sonhos,

Pai Ricardo